Apóstolo Paulo, Patrono dos Cursilhos de Cristandade

S. Paulo

 No dia 14 de Dezembro de 1963, num breve pontifício, ainda no primeiro ano do seu Pontificado, o Papa Paulo VI, declarou o ApóstoloSão Paulo patrono celestial dos Cursilhos de Cristandade, "com todas as honras e privilégios litúrgicos devidos a tal título". 

A 8 de Dezembro de 1965 encerrou o Concílio Vaticano II, que veio dar um importantíssimo impulso ao programa do Cursilho, especialmente através da "Lumen Gentium" e da "Gaudium et Spes", que definiram e particularizaram o lugar e a missão do leigo na Igreja. E, a 28 de Maio de 1966 realizou-se a I Ultreia Mundial, em Roma, onde o Papa Paulo VI, numa alocução a todos os títulos inesquecível, consagrou ao mundo o programa dos Cursilhos de Cristandade, considerando-os como "palavra acrisolada na experiência, acreditada em seus frutos, que hoje percorre com carta de cidadania os caminhos do mundo".